h1

Prendinha

Dezembro 25, 2008

ELE, gordo e barrigudo, de longas barbinhas calvas, barrete na cabeça a aconchegar-lhe as orelhas, roupa grossa que está frio e robustas botas de neve, chegou sorrindo em alarido. Nas mãos um grande embrulho – pesado que se farta – de laço muito rubro e etiqueta condizente.
TU, sonolento, olho entreaberto, expressão de surpresa, dentro do teu roupão quentinho, de pantufinhas azuis, pensaste lá para dentro “será tela? serão pincéis? será tinta ou papeis?” Desembrulhaste curioso, rasgaste o papel e de dentro da caixa saiu – não era oiro, nem fortuna, não era prata e nem mirra – era o abraço enorme com que ela te envolveu.

Obrigado AL

Advertisements

2 comentários

  1. ainda bem que gostaste 🙂

    curiosamente recebi uma prenda desse género que me fez sair de casa a meio dos festejos natalicios, pegar o carro e ir dar-lhe um enorme beijo, acabei por passar lá umas horas entre risos e brincadeiras com eles… as melhores horas do meu natal 🙂


  2. Bonito texto!

    Espero que tenhas tido um excelente Natal.

    🙂

    Ab



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: